Maurício de Andrade Guerra (1981 a 1983)

Um novo impulso

Um dos pioneiros em Ipatinga, Maurício de Andrade Guerra presenciou o crescimento da cidade e, também, da Aciapi. Na presidência da associação, participou de momentos importantes que ajudaram a consolidar a entidade no município e em todo o estado de Minas Gerais, além de ter sugerido a criação da bandeira da Aciapi.

VALORIZAR OS PIONEIROS – Maurício Guerra tem orgulho em ser chamado de associado, por sempre acreditar que somente com a união da classe é que a Aciapi se tornaria respeitada. “No começo foi muito difícil, até que surgiu o primeiro grupo que formatou essa iniciativa, e por isso acho que os pioneiros devem ser lembrados. Com o decorrer do tempo foram chegando novos nomes que agregaram valores”, resumiu.

DISPUTA MOTIVADA – O pioneiro ingressou na Aciapi com o propósito de contribuir com o seu conhecimento
e trabalho. Para Maurício, cada um que passou pela associação e colocou um tijolo de cada vez faz parte da grandiosidade e reconhecimento que a entidade representa hoje. “No início tivemos que usar a criatividade para conseguir a adesão de novos sócios. Recordo que, durante um período eleitoral, foi apresentado um terceiro nome para brigar pela presidência da Aciapi, que era de Coronel Fabriciano, e isso aumentou o interesse pela disputa, provocando uma motivação entre os comerciantes ipatinguenses. Sempre precisamos nos unir para vencer e buscar o melhor para o nosso interesse em comum”, disse.

AGÊNCIA DO INPS – Foi o então presidente Maurício Guerra quem criou um curso de datilografia, em parceria com a antiga Escola Assedipa, para motivar os jovens. Ele esclarece ainda que os comerciantes tinham dúvidas se a entidade seria importante para o crescimento local. “Minha tarefa foi tentar trazer para Ipatinga o recolhimento do INPS da Usiminas, que era feito em Belo Horizonte, porque futuramente poderíamos criar uma agência na cidade. Conseguimos uma reunião com o governador, apresentamos um abaixo-assinado e, depois de 45 dias, recebemos um telegrama afirmando que o recolhimento do INPS passaria a ser feito em Ipatinga. Com pouco tempo passamos de 22º lugar para o 3º lugar em arrecadação no estado, perdendo apenas para Belo Horizonte e Contagem. Foi uma vitória para a região, a cidade cresceu, deixamos de ser uma cidade-dormitório e o comércio ganhou um novo impulso. E, ainda, comprovamos a cada ação que a Aciapi faz parte da história de desenvolvimento de Ipatinga”, orgulha-se.

CRIAÇÃO DA BANDEIRA – A criação da bandeira da Aciapi foi sugestão de Maurício Guerra, durante uma reunião, na gestão do Valter Antônio de Oliveira. Hoje o símbolo da Aciapi está gravado na história da associação, que vem evoluindo tanto que, dificilmente, deixará de ser considerada uma das maiores prestadoras de serviços nos próximos 50 anos. “Os atuais administradores estão cumprindo os nossos propósitos e a semente plantada lá atrás continua dando bons frutos. Até hoje participo dos rumos da Aciapi, que considero a minha segunda casa. Não sei viver sem a Aciapi”, afirmou.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link