Walter de Lima Salles (1971 a 1973)

Pioneirismo na emancipação

O pioneiro Walter de Lima Salles ajudou a emancipar o município de Ipatinga e também participou da fundação da Aciapi. Foi presidente da associação comercial na gestão de 1971 a 1973. “Um comerciante que vai bem nos negócios pode oferecer melhores condições a seus funcionários. É como uma engrenagem, um efeito multiplicador. Com uma entidade forte, toda a comunidade ganha. Eu me sinto muito feliz ao vivenciar o quanto a Aciapi cresceu. É satisfatório saber que dei minha contribuição para a entidade”.

PIONEIRISMO NO COMÉRCIO – Walter de Lima Salles foi um dos fundadores da Aciapi e sua história teve início quando ainda estava no Rio de Janeiro. Era caixeiro viajante e decidiu que voltaria para a região onde nasceu – Tarumirim é a sua cidade natal. “Entrei no trem e desci em Coronel Fabriciano, onde encontrei um antigo conhecido, o Rufino da Silva Neto, então prefeito. Em Ipatinga tinha aquele movimento intenso de gente e eu queria abrir uma loja aqui, porque via que o fluxo de pessoas era ótimo. Aluguei um imóvel sem saber o que iria começar, e com o apoio dos amigos de Governador Valadares, criei a Casa das Máquinas, a pioneira em venda de máquinas de costura, bicicletas e rádios, sem ter quase capital algum”.

EMANCIPAÇÃO DO DISTRITO – O pioneiro teve a oportunidade de participar da comissão que discutiria a emancipação do distrito, que logo após seria a cidade de Ipatinga. “Mas tinha muita resistência política e outros interesses e o pedido foi negado, inicialmente, mas depois o governador Magalhães Pinto acatou nossa ideia. Fomos organizando a cidade. E a associação comercial também era uma necessidade. Todos tinham interesse e esse grupo trabalhou muito. Fui nomeado presidente e meu objetivo era unir a cidade e fazê-la crescer. Tínhamos vocação e bastava a gente se organizar para atingir nosso objetivo”.

FAZER A CIDADE CRESCER – Para Walter de Lima Salles, unir-se ao grupo de comerciantes que iniciou a fundação da Aciapi foi de fato muito válido. “Foi tudo feito com esforço, sabedoria e inteligência. Todos cooperaram, a cidade cresceu e eu nunca tive dúvida de que Ipatinga seria uma cidade grande. Trabalhei pela instalação da telefonia e da energia elétrica no município, à frente da entidade. Tinha um imóvel perto da Estação Rodoviária e instalei a Companhia Telefônica de Ipatinga dentro da minha loja. Consegui vender 120 aparelhos telefônicos e Ipatinga começou a ter comunicação por telefone”.

AUTONOMIA E REPRESENTAÇÃO – O município e a Aciapi cresceram juntos, e Walter esteve presente em vários momentos marcantes. O pioneiro participou, por exemplo, do grupo de discussão da Semana Inglesa, que estabeleceu o horário do comércio. “A associação conquistou prestígio porque tomamos iniciativas que beneficiaram a todos. Hoje, a Aciapi é autônoma, tem credibilidade e muita vontade para continuar a crescer. Ajudei a criar este município e sou apaixonado por ele. Hoje a Aciapi está muito bem representada e colocada como uma âncora de Ipatinga”.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link