Aciapi e CDL de Ipatinga apoiam a manifestação dos caminhoneiros

A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga manifestam o apoio à paralisação dos caminhoneiros, iniciada na segunda-feira (21), que reivindica mudanças na política de preços dos combustíveis.

As entidades empresariais, em consonância com Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), acreditam que o preço exacerbado dos combustíveis acarretam consequências negativas para a economia de todo o país.

Um dos principais motivos para a elevação do valor dos derivados de petróleo é o crescente aumento da carga tributária sobre estes produtos. A Aciapi e a CDL de Ipatinga são contra a taxação abusiva realizada pelos governos Federal e Estadual.

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, reitera que a alta dos combustíveis aumenta o custo em toda a cadeia produtiva. “O preço do diesel e outros combustíveis é composto quase 50% por impostos. Esta sobretaxa aumenta o custo de produção e comercialização em todos os setores. Deste modo, não só os caminhoneiros são afetados, mas também toda a classe empresarial e também o consumidor final”, alerta Cláudio.

Para o presidente da CDL, José Carlos de Alvarenga, a manifestação pode implicar em mudanças que serão refletidas em toda a sociedade. “Esperamos que com esta paralisação, uma nova política de reajuste dos combustíveis seja aplicada. Deste modo, acreditamos que o país possa ter capacidade maior de geração de riquezas, uma vez que o setor de transportes é primordial para todos os setores produtivos”, avalia José Carlos.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link