Aciapi e CDL orientam comerciantes sobre estacionamento no Centro de Ipatinga

O estacionamento na região central da cidade de Ipatinga está em pauta novamente. Após a retirada dos parquímetros, ainda não foi implantado um novo projeto de estacionamento rotativo. A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga alertam os comerciantes e comerciários para o uso consciente das vagas.

As vagas de estacionamento público no Centro de Ipatinga são insuficientes para a demanda do cliente, comerciante e funcionários. Sem um meio de controle da utilização destas vagas, o uso pode se tornar indiscriminado. A ocupação da vaga pelos trabalhadores do comércio pode ser prejudicial às vendas.

Outro problema agravado com a falta do estacionamento rotativo é a utilização das vagas por ambulantes

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, avalia que as vagas devem ser priorizadas aos clientes. “Todos os lojistas e prestadores de serviços do Centro de Ipatinga devem se conscientizar e privilegiar as vagas aos consumidores. Precisamos entender que o estacionamento também faz parte do processo de vendas. Por não encontrar vagas nas proximidades, o cliente pode desistir de realizar a compra e efetua-la onde possa estacionar o veículo com tranquilidade”, destaca o presidente.

Os líderes da Aciapi e da CDL de Ipatinga também estão em conversa com o Poder Público Municipal para que um novo modelo de estacionamento rotativo seja operado em breve nas ruas do Centro. Já foram realizados dois encontros com o prefeito Sebastião Quintão para tratar sobre o assunto.

O presidente da CDL de Ipatinga, José Carlos de Alvarenga pontua que há práticas benéficas para amenizar o problema. “O comércio tem que garantir o cliente e não as vagas de estacionamento. Portanto, devemos nos atentar e aderir a práticas que podem auxiliar na redução deste problema. O primeiro passo é a conscientização da própria equipe sobre a importância de ter vagas livres na frente do estabelecimento”, ressalta José Carlos.

A Aciapi e a CDL de Ipatinga sugerem aos comerciantes e prestadores de serviços que ofertem a opção do transporte público aos funcionários, busquem parcerias com estacionamentos particulares para abrigar os carros dos colaboradores e procurar firmar convênios com estacionamentos privados para ofertar vagas aos clientes. Algumas destas práticas já são feitas por muitos lojistas da região central e eles afirmam um retorno positivo para o comércio.

Ambulantes

Sem a cobrança do estacionamento, parte das vagas também é ocupada por vendedores ambulantes. Os presidentes Cláudio Zambaldi e José Carlos levaram ao prefeito de Ipatinga e representantes da Administração Municipal a necessidade de fiscalização ostensiva do comércio irregular no Centro da cidade.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link