fbpx

BDMG reduz taxa da linha Pronampe

O BDMG reduziu para 5% ao ano + Selic a taxa para micro e pequenas empresas de Minas Gerais interessadas em obter crédito por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O movimento – anunciado ontem, Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa – diferencia o banco da concorrência, uma vez que as demais instituições financeiras do mercado estão praticando uma taxa de 6% ao ano + Selic, que é o limite estabelecido pelo Programa.

O presidente da FCDL-MG, Frank Sinatra, já vinha alertando os empresários sobre a alta da Taxa Selic e os impactos dela nos parcelamentos. “É preciso estar sempre atento aos financiamentos atrelados à Selic, para não comprometer ainda mais as finanças. Essa decisão do BDMG com certeza trará um certo alívio para as micro e pequenas empresas já tão afetadas pelos prejuízos da pandemia”, afirma Sinatra. 

De acordo com o presidente do banco, Sergio Gusmão, as micro e pequenas empresas têm importância estratégica, pois são responsáveis pela maior parte da geração de empregos no Estado.

“Como banco de desenvolvimento, nosso mandato sempre objetiva encontrar oportunidades de tornar o crédito cada vez mais acessível. A operação do Pronampe com uma taxa diferenciada se encaixa nesse contexto. Estamos sintonizados com a demanda da sociedade nesse momento desafiador deflagrado pela pandemia, sem nos descuidar da necessária sustentabilidade financeira da instituição”, explica Gusmão.

O crédito da linha Pronampe pode ser aplicado em capital de giro ou em investimentos, com prazo total de 48 meses para pagar e 11 meses de carência. Além da menor taxa de juros, o BDMG possui outros diferenciais em relação ao restante do mercado: as empresas com participação feminina no capital social maior ou igual a 50%, há pelo menos seis meses, e as empresas da cadeia do turismo, eventos, bares e restaurantes, contam com Tarifa de Abertura e Acompanhamento de Crédito (TAAC) reduzida.

As solicitações podem ser feitas pelo telefone (31) 3828-5151 ou preenchendo o formulário: https://aciapi.com.br/solucoes/bdmg/.

Com informações do Diário do Comércio