Aciapi, CDL de Ipatinga e PM solicitam melhorias na iluminação no Centro

A ocorrência de crime é ocasionada por três fatores básicos, o indivíduo com a predisposição à ação delituosa, a vítima em potencial e o ambiente favorável para a ocorrência. No intuito de tornar a área menos favorável às praticas de crime no Centro de Ipatinga, as entidades comerciais junto a 82ª Cia de Polícia Militar se mobilizam novamente.

Desta vez, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga e 82ª Cia de Polícia Militar solicitaram para a Prefeitura de Ipatinga prioridade na melhoria da iluminação pública em diversos pontos da região central.

Salientado pelo comandante da 82ªCPM, tenente Lindhon Jonhson, a baixa luminosidade é um dos fatores que tornam um ambiente mais propício para a ação dos criminosos. A iluminação defasada, também prejudica o próprio trabalho de patrulhamento da PM, pois dificulta a identificação de infratores, a localização de produtos de crime.

O documento assinado em conjunto pela Aciapi, CDL e 82ª Cia pede à Administração Municipal que realize a troca das lâmpadas comuns por lâmpadas de LED na rua Uberlândia e adjacentes: Viçosa, Sabará, Ituiutaba Uberaba, Nova Era e Raposos e Passagem Almenara. Também foi solicitada a mudança na rua Pouso Alegre.

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, espera que a demanda dos comerciantes seja atendida para que haja o aumento da sensação de segurança no Centro. “Vimos em outros pontos da cidade como a iluminação de LED melhora a visibilidade de noite e torna mais desconfortável para o bandido agir. Contamos, mais uma vez, com a parceria da Prefeitura. Esta melhoria visa a proteção do comércio localizado nessas ruas, bem como das pessoas que circulam a pé e até mesmo com veículos no Centro de Ipatinga”, afirma Cláudio.

O presidente da CDL, José Carlos de Alvarenga pontua que as entidades estão em trabalho contínuo para diminuir cada vez mais os crimes registrados nas zonas comerciais. “Sabemos que os recentes casos de crimes contra o patrimônio foram ocorrências isoladas. Contudo, estamos em parceria constante com a Polícia Militar, para realizarmos ações que estão dentro das nossas competências a fim de minimizar estes impactos. Contribuindo com a segurança pública no Centro, também estamos trabalhando para o desenvolvimento do comércio”, avalia José Carlos.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link