Aciapi-CDL iniciam visitas ao empresariado no Veneza

A equipe da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga iniciaram nesta segunda-feira (22) visitas à classe empresarial estabelecida no bairro Veneza.

As visitas fazem parte do programa Aciapi-CDL Sempre ao Seu Lado, desenvolvido pelas entidades desde o fim de 2017. Os objetivos do programa é levantar as principais demandas do empresariado e do bairro onde são realizadas as ações. Além disso, são apresentados os serviços e produtos que as entidades ofertam aos seus associados.

A estimativa é que a equipe visite os estabelecimentos até o fim desta semana. Durante a conversa com os empreendedores é realizada uma pesquisa, que posteriormente é encaminhada para as autoridades municipais e publicada na revista Aciapi-CDL Notícias e na imprensa local.

O Veneza é o oitavo polo comercial a receber a equipe da Aciapi-CDL. A intenção do programa é visitar todos os pontos de concentração de estabelecimentos comerciais de diferentes segmentos. O programa já foi realizado no Centro, Canaã, Horto, Cidade Nobre, Bom Retiro, Iguaçu e Cariru.

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, destacou que a ação tem o objetivo de aproximar a entidade do empresário. “Estamos buscando estar cada vez mais próximos do empresariado de Ipatinga, seja associado ou não. A missão das entidades é trabalhar para o desenvolvimento da classe, e acreditamos que nada melhor do que ouvir para poder identificar as principais demandas e podermos agir”, salienta Cláudio.

Para o presidente da CDL de Ipatinga, José Carlos de Alvarenga, a rede de comércios do Veneza é diversa e possui ainda mais potencial de crescimento. “O bairro Veneza é um bairro de acesso ao Centro de Ipatinga e local onde circulam muitas pessoas ao longo do dia, o que favorece a uma boa movimentação comercial. Vemos que, em especial, na avenida Macapá há uma especialização do comércio no setor moveleiro, mas identificamos diversos lojas de autopeças, mecânicas, além de estabelecimentos de primeira necessidade como padarias, drogarias e postos de combustíveis”, analisa José Carlos de Alvarenga.



Cadastre-se para receber nossas informações

Fique informado sobre notícias, promoções, cursos, eventos, palestras e muito mais...
CADASTRAR
close-link